4 de jan de 2010

Sonhos, ilusões, etc e tal.

     Sempre usei as palavras "ilusão" e "sonho" como sendo sinônimos.
     Hoje me dei conta de que estava errada.
     Ilusão é quando você cria algo da forma como você quer, pinta das cores de sua preferência, molda de acordo com o tamanho da sua expectativa. As ilusões são passageiras.
     Sonho é o devaneio de quando estamos em estado de profundo sono, você não sabe o que vai acontecer, quem vai estar lá, como vai ser. Sonhos não são programáveis.
     Por exemplo, quando se começa a trabalhar, vê-se que o mundo corporativo não é o mundo de fantasias que você imaginava, onde todos lutam por um mesmo ideal (leia-se: crescimento da empresa/organização) e que existe sim gente negativa, gente louca (que fazem você se perguntar qual é a serventia delas no mundo), gente que quer ver você se ferrar. E a ilusão se transforma em revolta.
     Quando se termina um relacionamento, diz-se: "Foi tudo ilusão". Jamais ouvi alguém dizer "Foi tudo um sonho" (a não ser corno arrependido). Porque você idealiza a pessoa da forma como gostaria que ela fosse, de uma forma perfeita pra você e não uma forma perfeita para que o relacionamento se mantenha. Você se dá conta de que a ilusão de homem ou mulher que você tinha não existe e com isso se dissipa a importância de tudo o que passaram juntos e todo o amor prometido até a eternidade.
     A verdade é que eu gostaria de mais sonhos, uma vida com mais sonhos. Queria deixar as coisas fluirem e serem naturais como acontece quando sonhamos. As coisas não são do meu jeito e normalmente não satisfazem minha expectativa. Normalmente não condiz com a minha ilusão. E normalmente só aceito isso depois de questionar o porquê de tudo. Eu queria aceitar que as coisas são como devem ser e que o destino não obedece a lógica dos meus desejos.
     A verdade é que mais uma vez comecei o texto falando sobre uma constatação e terminei constatanto o que me falta, o que me dóe (assim que se escreve?). A verdade é que tudo isso, desde o início da transmissão de pensamentos de um neurônio pro outro, é meu subconsciente gritando como eu gostaria que essa incerteza que eu sinto ao pensar no meu futuro e em você não passasse de ilusão.



"Um dragão vem e parte para que seu mundo cresça? Um dragão vem e parte para que você aprenda a dor de não tê-lo, depois de ter alimentado a ilusão de possuí-lo? E para que aprenda a forma de retê-lo, se ele um dia voltar?"
Os Dragões não conhecem o paraíso, CFA

Nenhum comentário: