25 de fev de 2010

Espere o inesperado

O tempo é cruel, e a minha ansiedade o torna sádico...
Se eu olhar para a minha vida numa linha do tempo, quantas das coisas que me aconteceram eu estava realmente esperando, e quantas das que eu esperava aconteceram exatamente da forma que eu queria? Nenhuma!
Essa falsa idéia de poder controlar o tempo, de querer mandar nos acontecimentos já teria sido transposta, se não fossem meus olhares centralizados apenas em vontades momentâneas: "Só vou ser feliz se tiver AQUILO!". Eu posso ser feliz todas as horas do dia, se tirar o olho do meu desejo e ver as maravilhas que podem me acontecer se eu abrir as portas para o inesperado. (Lembre-se: desejos são diferentes de objetivos. Mas isso é assunto para outro texto). 
Olhando à minha volta, se não vejo nada, nem uma luz no fim do túnel, acredito que algo possa acontecer mesmo no escuro, mesmo que eu tateie o meu caminho passo por passo, com as mãos feridas e joelhos sangrando. Tem coisas que eu nem espero e estão ali, pra acontecer. Mas é lógico que nem tudo são flores. Em algumas ocasiões eu me conformo e em outras me desespero...
Estou aprendendo a generalizar o "ontem" e acreditar que, para acontecer uma revolução na minha vida, basta sossegar minha ansiedade.

"Que seja bom o que vier!"
Caio Fernando Abreu

24 de fev de 2010

To indo pra onde haja sol
Pois o meu coração é meu lar
Se você quiser ir, pode vir já guardei seu lugar
Vamos viver tudo aquilo que ainda não vivemos
Mais uma chance pro amor, pra salvar o que ainda não perdemos...

21 de fev de 2010

"Sem um fim social, o saber se torna a maior das futilidades"

Frase encontrada nos muros da USP.

15 de fev de 2010

"Descobri que minha obsessão por cada coisa em seu lugar, cada assunto em seu tempo, cada palavra em seu estilo, não era o prêmio merecido de uma mente em ordem, mas, pelo contrário, todo um sistema de simulação inventado por mim para ocultar a desordem da minha natureza. Descobri que não sou disciplinado por virtude, e sim como reação contra a minha negligência; que pareço generoso para encobrir minha mesquinhez, que me faço passar por prudente quando na verdade sou desconfiado e sempre penso o pior, que sou conciliador para não sucumbir ás minhas cóleras reprimidas, que só sou pontual para que ninguém saiba como pouco me importa o tempo alheio. Descobri, enfim, que o amor não é um estado de alma e sim um signo do zodíaco."

Gabriel García Marquez

Tudo sobre você

Queria descobrir em vinte e quatro horas,
tudo que você adora, tudo que te faz sorrir.
E num fim de semana, tudo que você mais ama.
E no prazo de um mês, tudo que você já fez.
E até saber de cor, no fim desse semestre, 
o que mais te apetece, o que te cai melhor.
Enfim eu saberia, 365 noites bastariam pra
me explicar por que, como isso foi acontecer? (..)
É tanta coisa que eu não sei!

Tudo sobre você, Zélia Duncan

12 de fev de 2010

...Porque você não sabe, mas tenho corrido maratonas e vencido monstros gigantescos para conseguir sentir tudo isso sem arrancar minha cabeça fora...

9 de fev de 2010



Ultimamente tenho optado pela mudança.
Não somente a mudança que alcança os olhos, como um novo corte de cabelo, mas a mudança que me faz dormir contente por ter agido diferente.
Ela cansa tanto quanto, mas pelo menos me faz sentir que estou viva e não apenas "vivendo os dias".

8 de fev de 2010

Se ele vai ligar amanhã?
Não sei, não quero saber e não tenho raiva de quem sabe.
Não tenho raiva de ninguém. Não tenho raiva das moças que já passaram pelo seu corpo, não quero degolar as moças que talvez ainda passem e tampouco me chatearia pensar que muitas ainda passarão. ;)

5 de fev de 2010


♪ "Vamos acordar!
Hoje tem um sol diferente no céu
Gargalhando no seu carrossel
Gritando nada é tão triste assim!"♪

3 de fev de 2010

Cuide bem do seu amor!

♪ A vida sem freio me leva, me arrasta, me cega
No momento em que eu queria ver
O segundo que antecede o beijo
A palavra que destrói o amor
Quando tudo ainda estava inteiro
No instante que desmoronou
Palavras duras em voz de veludo
E tudo muda, adeus velho mundo
Há um segundo tudo estava em paz ♪

1 de fev de 2010

Errou? Explodiu na hora errada? Passou vergonha? Ta doendo? Foi demitido? Terminou o namoro? Se arrependeu? Tomou um pé na bunda? Chorou muito?
Se desapega e segue em frente! Para abandonar dores antigas é preciso mudar nossos antigos hábitos também. Pinte a casa, ou troque os móveis de lugar! Tome leite ao invés de café! Mude o lado de dormir na cama! Compre uma bicicleta ao invés de um videogame!
Manter os mesmos hábitos é um motivo para você manter o jeito de pensar também. É preciso um trabalho de renovação intensa, para esquecer feridas antigas e saber tirar boas lições disso e não apenas sofrimento.
Não adianta ficar remoendo coisas do passado pra tentar consertar a sua atitude ou a atitude alheia depois delas já terem se concretizado. Tudo acontece como tem que ser, e depois de um tempo percebi: nada é por acaso, coisas pelas quais eu esperava deixaram de acontecer para que outras melhores chegassem.
O que define nosso futuro são as atitudes que tomamos no presente referente às coisas do passado. E aí, vai chorar até se desintegrar ou levantar a cabeça e buscar por dias melhores?
Acima e além de tudo, cresça. Com erros e acertos. Porque crescer é a única bonança que você pode tirar depois de ter errado. E quando você acerta, fica mais longe de errar e cresce mais ainda. O tempo passa, eles passam, as brigas passam, e a vida passa. Tudo se renova.
Agora, quem escolhe viver de passado acaba se perdendo no tempo.


"Ô minha filha, as suas dores não são as maiores do mundo e nem vão ser. Sacode a poeira. Toma um banho de rio. Abre essas asas. Grita alto, chora baixo. Pula alto e cai de cara. Desenha toda a beleza do mundo. Compra uma caixa de lápis de cor e sai aí colorindo a vida."
Tati Bernardi

Peça a Deus para que aconteça o que for melhor para você, porque Deus sempre sabe o que é melhor para nós; a gente não.