21 de dez de 2009

Um pouco de verdade viva...

     É estranho como temos que viver muitas coisas para então abrir mão de nosso orgulho e nos entregar a novas situações, novos lugares e novas pessoas.
     As situações que te fizeram chegar até aí não foram indolores, mas eu fico realmente feliz que você tenha chegado a esse ponto, que você tenha se despido de seus preconceitos e se permitido viver. Mas hoje isso é tudo o que tenho a dizer. Não por escolha minha ou sua, mas nossos nomes não são mais escritos nas linhas um do outro. Foi preciso virar a página, para uma nova história ser escrita.


“Em menos de dez minutos você se lembra de tudo.
Você lembra os motivos que fizeram tudo se perder...
E você lembra daquela sensação que sentia ao lado dele. De solidão profunda. E você percebe que a vida dele, que você tanto colocou no pedestal, pode ser um pouco boba ou até mesmo triste. Em minutos você entende como ninguém o que te trouxe até aqui, tão longe dele.
Me senti visitando meu próprio cemitério. Com amigos e amores mortos e enterrados. Pessoas que a gente desenterra de vez em quando pra ter certeza que fizemos a melhor escolha enterrando elas.
Tati Bernardi

Um comentário:

Anônimo disse...

Lindo como sempre, seus textos .. :D

by: Bruna P. (sz'